Pré-candidatura de Lula


O discurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no evento da Central Única dos Trabalhadores (CUT), em 1º de maio, não deixou dúvidas para petistas ou tucanos: alvo de investigação do Ministério Público Federal por denúncias de tráfico de influência internacional a fim de ajudar empreiteiras brasileiras a obter contratos no exterior, Lula lançou-se candidato ao Planalto em 2018 e tenta desviar o foco das acusações.
Ao afirmar que “está quieto no canto”, mas que é “bom de briga”, o cacique petista antecipou um movimento esperado por aliados apenas no fim de 2016 e explicitou ainda mais o enfraquecimento político da presidente Dilma Rousseff. Opositores veem a manobra como um ato de desespero do próprio PT, mergulhado em profunda crise institucional.
“Quando você tem, em seu campo político — independentemente de ser presidente, governador, ou prefeito —, alguém como candidato futuro, perde total controle do processo decisório”, criticou o líder da minoria na Câmara, Bruno Araújo (PSDB-PE). Para o tucano, a letargia na qual o governo Dilma está mergulhado fez com que até mesmo Lula, mentor político da presidente, desacreditasse no poder que a pupila tem de debelar a atual crise. “Esse gesto viria, naturalmente, mais para a frente. A antecipação é o sinal patente do fracasso da presidente”, disse Bruno.
Petistas ouvidos pelo Correio são cuidadosos em poupar a presidente Dilma. Afinal, ela ainda tem três anos e sete meses de mandato. Entretanto, reconhecem que a presidente pagou pelos próprios erros na esfera política. “Vai preservar o mandato até o fim, mas com poder esvaziado”, admitiu um integrante do comando partidário.
A dúvida, agora, é se Lula terá capacidade de recuperar o prestígio de outrora. Nas últimas manifestações contra o governo, não apenas o PT e a presidente Dilma tornaram-se alvos de críticas. Lula — que, durante os oito anos de mandato, ganhou o apelido de teflon (material anti-aderente que reveste panelas), numa alusão ao fato de escapar incólume às denúncias que envolviam seu governo e o partido — também começou a ser visto, por parte da população, como ator envolvido nos escândalos de corrupção.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s