Rei dos belgas


O príncipe Philippe, de 53 anos, se converteu neste domingo no novo rei dos belgas, depois de prestar juramento ante as duas câmaras do Congresso. “Ao prestar juramento de minhas funções, estou consciente das responsabilidades que pesam sobre mim”, afirmou novo monarca, o sétimo do país, desde sua função em 1830.

O rei Alberto II da Bélgica se despediu no sábado de seus súditos pedindo “coesão” face às profundas divisões entre valões e flamengos e “acolhida” a seu filho mais velho, Philippe.

Príncipe Philippe, de 53 anos, em juramento ante as duas câmaras do Congresso (Vincent Kessler/Reuters)
Príncipe Philippe, de 53 anos, em juramento ante as duas câmaras do Congresso

Após 20 anos de reinado, Alberto II fez um último discurso sério e otimista. Aos 79 anos, Alberto II é o primeiro monarca belga a optar pela abdicação, passando o bastão para o filho mais velho, Philippe, de 53 anos, que deve lidar com a insegurança de parte da população belga.

O rei, cujo reinado foi marcado por duas grandes crises políticas entre flamengos e francófonos, reconheceu que a Bélgica nem sempre “foi fácil de governar”. Felizmente, “o dever do compromisso construtivo” da maior parte de seus líderes políticos permitiu que ele ultrapassasse barreiras e se transformasse “num Estado unitário e um Estado federal”.

A mensagem foi particularmente dirigida à região de Flandres, que reúne quase 60% da população belga e cuja primeira força política está nos separatistas, que devem ter uma significativa participação durante as eleições legislativas de 2014.
As festividades começaram durante a noite de sábado, quando a família real foi ao baile nacional no bairro popular de Marolles em Bruxelas.

Na primeira fila da cerimônia deste domingo, estavam sentados os quatro filhos de Philippe e Mathilde, entre eles a princesa Elisabeth, que terá o título, aos 12 anos, de herdeira do trono.

Nenhum monarca estrangeiro foi convidado, tradição de um país onde “o rei presta juramento diante da nação representada pelo parlamento”, informou o porta-voz do premier belga, Elio Di Rupo.

Mesmo não estando presentes, outras nações enviaram mensagens de felicitação. O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, homenageou Alberto II, que “serviu o povo belga de forma admirável durante 20 anos de reinado”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s