Funkeiro Daniel Pellegrine


A Polícia Civil de Campinas (SP) realiza entre esta quarta, 17, e quinta-feira, 18, a reconstituição do assassinato do funkeiro Daniel Pellegrine, de 20 anos, o MC Daleste, morto com um tiro, em cima do palco, durante um show na periferia da cidade. O delegado de Homicídios, Rui Pegolo, anunciou nesta segunda-feira que o Instituto Médico-Legal (IML) conclui o laudo que aponta que a causa da morte do cantor foi anemia aguda, em decorrência da perda de sangue.

O tiro que matou MC Daleste transfixou três órgãos e saiu pelas costas. Outro tiro chegou a raspar na axila do cantor. “Estamos na rua e ouvindo testemunhas. A reconstituição agora será feita pelo Instituto de Criminalística”, disse o delegado. A polícia continua trabalhando com as hipóteses de que o cantor tenha sido vítima de um crime passional ou motivado por um desentendimento. A única certeza da polícia é que o atirador era profissional e planejou o crime.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s