Valorização do dólar frente ao real


O volume das importações de produtos químicos continua elevado em 2013, a despeito da valorização do dólar frente ao real. Em maio, a compra de insumos químicos no exterior atingiu US$ 3,8 bilhões, resultado que representa um incremento de 10,1% em relação ao mesmo período de 2012. No acumulado de janeiro a maio as importações somaram US$ 18,0 bilhões, acréscimo de 13,5% em relação ao mesmo intervalo de um mano antes.

A exportação de químicos, por outro lado, encolheu 5,7% em maio na comparação anualizada e atingiu US$ 1,2 bilhão. No acumulado anual até maio, as vendas externas totalizaram US$ 5,9 bilhões, valor 4,6% inferior ao registrado em igual período do ano passado. Com isso, o déficit comercial nos cinco primeiros meses do ano atingiu US$ 12,1 bilhões, alta de 25,1%.

No acumulado dos últimos 12 meses, o déficit comercial na indústria química alcançou US$ 30,6 bilhões, novo recorde para um período de 12 meses. O número reforça a expectativa inicial da Abiquim de que o déficit do setor no fechamento de 2013 ficará acima de US$ 30 bilhões.

Embora os números ainda sejam negativos, a diretoria da Abiquim mostra certo otimismo, pautado principalmente pela desoneração de PIS/Cofins em produtos da primeira e segunda gerações petroquímicas. A medida anunciada no início deste ano deve contribuir para uma elevação na taxa de utilização da capacidade instalada da indústria química brasileira, prevê a Abiquim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s